"Quão grande queremos ser? Bem, tão grande quanto for possível!" confira os melhores trechos da entrevista do Wallos para a britânica Dork

Wallows Dork Cover
Imagem: Revista Dork.




Por: Ercik Macedo Oliveira

O Wallows é a capa da revista Dork, do Reino Unido, deste mês, em uma edição especial sobre os projetos mais recentes que estão acontecendo no mundo atualmente.

Na matéria, que você pode conferir aqui(em inglês), a Dork falou com Cole, Dylan e Braeden sobre a quarentena, fama e projetos a caminho. Separamos alguns trechos da entrevista, confira a baixo: 

Falando sobre seu maior sucesso do momento, "Are You Bored Yet?", do álbum mais recente da banda, Nothing Happens, o trio contou que não pretendiam que a faixa se tornasse um single, como conta o baterista Cole, "O Dylan só achava que essa era uma 'boa' música.". Mas Braeden, guitarra e vocal, explica que "Ela(a música) se mostrou diferente com o passar do tempo. Eu penso diferente sobre ela atualmente, quando nós tocamos ao vivo, ou quando você ouve no carro, sabendo como isso aconteceu. Isso muda o modo que você escuta, de um jeito legal!".

Após o lançamento de Nothing Happens, a primeira amostra do que viria a seguir foi o lançamento de "OK", que chegou bem no inicio da quarentena com uma letra que se encaixou perfeitamente no contexto atual. Porém, Dylan explica que o lançamento da música foi uma mera coincidência , "Não havíamos percebido naquele tempo. Nós já tínhamos planejado que a música fosse lançada na quele dia, mas então ela realmente começou a deixar sua marca na America. Nós discutimos sobre segurar um pouco, mas percebemos que, de toda forma, as pessoas vão continuar querendo músicas novas durante esse período, porque elas vão estar preocupadas com as coisas. Acho que ela meio que ganhou um novo sentido e se tornou algo realmente proeminente.".

Wallows Dork
Imagem: Revista Dork

Com o lançamento de novas músicas e um projeto novo a caminho o Dylan falou um pouco também sobre a evolução da sonoridade da banda e a diferença entre seu último álbum:  "Hoje em dia, com algumas das músicas de Nothing Happens, eu estou tipo, não sei se ainda gosto disso ou se estamos muito velhos, ou nós provavelmente não teríamos feito isso hoje em dia, ou sei lá.", mas explica que, "Porém, com 'Are You Bored Yeat?', eu sempre gostei bastante dessa música, é provavelmente a principal faixa que eu ouço hoje em dia e penso 'Sim, acho que faríamos essa música nos dias de hoje.' Acho que é uma música que ainda parece relevante para nós, no que estamos interessados e no que estamos fazendo. Talvez não liricamente, a narrativa da música não mais é importante para mim, mas a música é."

Quando a entrevista da Dork foi feita, o Wallows havia acabado de postar em seu Twitter que estavam produzindo algo, questionados sobre o novo projeto a banda tentou falar o máximo que podia sem dar spoiler. Para começar, o trio já conta que não serão tão previsíveis, "Vai ter muita gente falando sobre quarentena, isso seria muito obvio, então nós tentamos escapar disso". A banda também fala um pouco sobre como foi fazer música em um período de isolamento social. O grupo trabalhou em um  fluxo que Breaden compara a um "jogo de ping pong". Cole da mais detalhes sobre o processo de gravação do projeto: "Nós fizemos quase que todo com cada um em sua casa, mandando os arquivos de um para o outro. 90% dos vocais são apenas o Dylan e o Breaden cantando em seus IPhones, então tive que copiar as tomadas. O que é insano e hilário, mas você nunca conseguiria dizer, porque os vocais no IPhone soam incríveis!".

Dylan também fala mais sobre como o projeto que está por vir afeta a sonoridade e o amadurecimento da banda, "Dizem que você põe sua vida inteira no primeiro álbum, então isso parece como recomeçar do zero, de um jeito bom. Nossa escrita definitivamente tem mudado desde 'Nothing Happens', com certeza, e vai tudo mudar de novo depois que isso for gravado".

Imagem: Revista Dork

Ao final, o grupo de amigos foi questionado sobre seus objetivos e perspectivas. Em sua respostas, mostraram um equilíbrio entre uma forte ambição, mas com uma humildade que permite que saboreiem todo esse sucesso que a banda esta aproveitando. Quando perguntado sobre o quão grande o Wallows pretendia ser, Dylan respondeu, "Quão grande nos queremos ser? Bem, tão grande quanto for possível! Nós estamos muito gratos e apreciativos de como as coisas estão no momento. Se você tivesse me dito a 10 anos o que estaríamos fazendo agora, seria um completo sonho se tornando verdade" e conclui explicando,"Eu tento aproveitar cada momento o máximo que posso, porque você nunca sabe tudo pode acabar, sabe? Então, eu estou apenas absorvendo tudo. Eu quero sempre me lembrar dessa época como os melhores dias e, se nos tornarmos maiores ou sei lá, iremos continuar apreciando esses dias do mesmo jeito, porque vamos estar tipo,'Wow, lembra quando quilo parecia tudo para nós?' Mesmo que as pessoas parem de se importar conosco amanhã, vou olhar para isso como o melhor momento de todos".

Postar um comentário

0 Comentários