Teste

Florence Welch fala sobre solidão e a importância dos fãs em sua vida ao ES. Insider, confira:

Em entrevista recente, Florence Welch, vocalista do Florence + The Machine, falou sobre sobriedade, ansiedade na nova turnê, e porque teve que parar de usar as redes sociais.


Por: Evelyn Lucares

Florence Welch cedeu entrevista ontem ao veículo britânico ES. Insider, e revelou algumas informações polêmicas, dentre elas que se sente muito mais sozinha em turnê, agora que está sóbria, e também que, se apresentar na frente de tantas pessoas, a faz "entrar em choque".

A cantora de 32 anos deixou o álcool e as drogas há quase cinco anos e disse que isso melhorou 'exponencialmente' muitos aspectos de sua vida. Com a sua banda, Florence + The Machine, Welch está prestes a se aventurar em um verão de festivais, incluindo o British Summer Time no Hyde Park em 13 de julho. Mas ela admitiu que será difícil deixar o conforto de sua casa no sul de Londres.

Ela disse à ES Magazine: "Eu sou praticamente uma eremita. Eu tento ficar o máximo possível no sul de Londres trabalhando... para essa coisa gigantesca. Na primeira semana da turnê eu entro em choque. Fico ansiosa e me pergunto o quanto esse tipo de vida pode ser sustentado. Eu não consigo dormir e eu ligo para a minha agente dizendo: 'Eu não posso fazer isso. Esta é a última'."

"Mas então eu finalmente entro no ritmo." - Ela continua. "É quase como o círculo do vício: na primeira semana você diz: 'Oh meu Deus, não! É aterrorizante!'. Mas no final você diz "Mal posso esperar para voltar a me apresentar. Estou grata por ter tido a chance de me manter 'sóbria' dos holofotes. Desde que eu parei de beber, a maioria das coisas na minha vida melhorou exponencialmente; mas é solitário estar sóbria nas grandes turnês. Na verdade, são as pessoas que vão aos meus shows, as que me salvam".

A cantora falou também sobre a ansiedade que sofreu no passado, e disse que a sobriedade a ajudou bastante nesse sentido: "Eu acho que estive algumas vezes bêbada leve e outras vezes, cheguei ao extremo, pelo que eu me lembro ... Parar de beber e tomar drogas teve um efeito incrivelmente útil."

Welch também é cautelosa com o uso de mídias sociais, e explicou o porquê disso: "Eu tenho que ter muito cuidado, especialmente quando estou sozinha em turnê e acho que elas podem me ajudar a me sentir menos solitária. As 'comparações e os desesperos' são muito difíceis, assim como a sensação de que você precisa consolidar sua identidade dia após dia. É difícil porque preciso de muito tempo em paz, sem estar no centro das atenções. Então, toda vez que eu postar uma foto, tenho um pequeno ataque de pânico”.

Welch admitiu que foi doloroso ser criticada por sua personalidade e não por sua música. Ela disse: "Eu parei de fazer muitas entrevistas. Eu não queria que minha personalidade eclipsasse minha música".

A entrevista completa, disponível apenas em inglês, pode ser lida aqui.

───────────────────────────────────────────────────────
Matéria originalmente postada no ES. Insider, por Alistair Foster, em 19/06/2019.

Postar um comentário

0 Comentários