Teste

Conheça a sensibilidade profunda de iris

A cantora e compositora norueguesa Vilde Iris Hartveit Kolltveit, conhecida como iris, tem apenas 22 anos, mas já é a nova aposta para ganhar o mundo com seu pop alternativo obscuro e voz doce. 

Iris nasceu em uma família amante da música perto de Bergen, com quatro irmãos mais velhos que tocavam instrumentos enquanto cresciam. Uma de suas lembranças mais tenras é de estar cochilando no ombro do pai num show do Metallica, sendo despertada pelos fogos de artifício logo em seguida.

Depois de desistir da carreira médica, ela sabia que a música era seu futuro - mas a ópera e a música clássica nunca davam a mesma satisfação que escrever suas próprias canções. Então, ela começou a trabalhar com a dupla indie pop Hage, e sua canção The Taste,  de 2015, foi transmitida 100.000 vezes no Spotify. "Mas euadorava escrever muito e não conseguia colocar minhas palavras na boca da minha amiga", explica ela. A banda terminou há um ano e foi o momento de iniciar a produzir sozinha.

Sua carreira está em fase inicial, com apenas 3 singles nas plataformas digitais, mas ela já recebeu a bênção da fada AURORA, sua amiga. Ambas se chamam de "irmã" nas redes sociais e iris já abriu alguns shows para o AURORA nessa turnê europeia. 

Tanto pela nacionalidade, quanto pela voz melódica e cheia de suavidade e doçura, é i,possível não compará-la à amiga que conquistou o mundo com Runaway alguns anos atrás. Mas a sonoridade de iris tem suas características próprias, além de apresentar uma vibe mais pop, que parece beber nas fontes de Lorde e Lykke Li, mas apesar das referências que podem vir à mente do ouvinte, sua originalidade chama atenção. 

Seu lançamento mais recente é a faixa minimalista Romance Is Dead, que mostra a sensibilidade de suas letras, escritas de maneira visual, sempre pensando nas imagens que transmitirão a ideia da música. Essa música foi escrita em 4 horas, após a experiência de uma viagem solitária para Londres. 
"Nessas noites sentada em algum canto, eu anotava todos os meus pensamentos. Eu estava fascinada com as pessoas. Todas elas estavam procurando por algo. Eu senti tanta compaixão por elas, porque na minha cabeça elas realmente queriam ser amadas! Algumas pessoas pareciam bem quebradas. Talvez eu só projetasse minhas emoções sobre elas, mas elas pareciam tão reais, elas têm um
monte de necessidades e sonhos, e elas estavam tão completas em si mesmas. Eu acho que eu queria ser como uma mulher maravilha e só fazer todo mundo feliz", conta.

Confira seu novo single:

Postar um comentário

0 Comentários