Teste

Feliz aniversário Lana Del Rey! Relembre os principais acontecimentos da carreira da cantora

Lana Del Rey | Retirada do Pinterest

Por: alterigu

Uma das maiores influências no meio indie, Elizabeth Woolridge Grant, nossa Lana Del Ray... Ou Lizzie Grant... Ou Mary Jailer... (ufa!) chega aos seus gloriosos 34 anos de idade.

Com 5 álbuns de estúdio, colocando 2 deles no topo da Billboard 200. Lana já se tornou uma das maiores influências do gênero.

Born To Die, seu primeiro álbum de estúdio como Lana Del Rey, foi lançado em 2012. Com seu pop melódico, ele foi o responsável por inserir a cantora no cenário musical internacional. "Video Games" foi lançado como o primeiro single do álbum, mas não teve muitas expectativas perante a gravadora. 


Seu lançamento veio acompanhado por um clipe, filmado por ela mesma, obteve 20 milhões de acessos. Logo, surgiram outros singles do álbum como "Blue Jeans", "Summertime Sadness" e "Born To Die", que fizeram com que Lana ganhasse mais notoriedade na mídia.

O álbum focou mais no período de sua adolescência, onde ela tinha problemas com o álcool.

Em 2012, Lana, já conhecida por seu sucesso, quis lançar o Paradise EP. Mas, como a gravadora achou que era um período muito curto de tempo para lançar outro álbum, ela acabou juntando-o com o Born To Die, criando assim uma nova edição dele, intitulada: Born To Die - The Paradise Edition.

"Cola" e "Ride" são alguns dos maiores sucessos do relançamento. Algumas faixas do EP estão presentes em Trópico, curta-metragem dirigido por Anthony Mandler, que tem Lana Del Rey como Eva e Shaun Ross como Adão.

O curta foi lançado primeiro em um cinema em Hollywood, baseado na história bíblica e conta com "Body Electric", "Gods & Monsters" e "Bel Air" em sua trilha sonora. Nele, Lana recita o poema de Whitman chamado “Eu Canto o Corpo Elétrico" (a música também foi baseada no poema). 


Em seguida, veio o Ultraviolence, trazendo uma sonoridade da década de 80, perceptível em seus primeiros segundos com a guitarra dando início a "Cruel World". O álbum também conta com os hits, "West Coast", "Shades Of Cool" e "Brooklyn Baby", chegando ao topo da Billboard 200.

Já no final da era do Ultraviolence, Lana iniciou os projetos de Honeymoon, que seria seu próximo álbum. A cantora ainda se sentia inspirada e dizia querer continuar compondo. 

A divulgação de Honeymoon trouxe um meio de interação com os fãs. Na foto de sua capa havia um número que quando discado, caia na "Honeymoon Hotline", onde quem ligava podia ouvir 2 músicas, a interlude contida no álbum, a palestra Origens do Universo e o TED Talk com Elon Musk (sabem que Lana já estudou metafísica, né?!).

Esse álbum, apesar de não ter um reconhecimento tão grande quanto os outros, nos apresentou aos hits "Honeymoon" (que também dá nome ao disco), "Music To Watch Boys To", "Freak" e "High By The Beach".

Um detalhe é que Lana usou filmagens descartadas do clipe de Ultraviolence para fazer o clipe de "Freak" (perceba que Lana não canta no clipe).


Em seu último álbum lançado, o Lust For Life, a cantora surpreende com uma temática mais alegre e um pouco politizada.

Nesse álbum, Lana mostrou sua evolução como artista, entrando em uma nova perspectiva, diferente dos temas temas tristes e obscuros que estávamos acostumados.

O melhor é que ela soube trazer essa "Nova Lana", mas sempre mantendo seus elementos clássicos: desde o instrumental com referências de décadas passadas, no primeiro single, “Love”, até a temática nostálgica de “White Mustang”. Não esquecendo da música que dá nome ao álbum, "Lust For Life", uma parceria com The Weeknd, que nos traz um clipe cheio de referências vintage, uma fotografia incrível e até coreografia.


Lana também possui seus trabalhos por fora, como sua participação nas trilhas sonoras de O Grande Gatsby, com a impecável "Young And Beautiful", na trilha sonora de Grandes Olhos, com uma música de mesmo nome e "I Can Fly" (pré indicadas ao Oscar), além de participação na trilha sonora de Malévola, com sua versão de "Once Upon A Dream", cujo convite foi feito pela própria Angelina Jolie.

Mas já que estamos falando de auges, não podemos deixar de lado as vezes que Lana mostrou ser gente como a gente. Quem não se lembra da icônica discussão com Azealia Banks no twitter, onde Lana criticava Kanye por apoiar Trump (ícone militante, vocês querem?) e Azealia a atacou por já ter feito um feat com A$AP Rocky (o rapper que já foi acusado de agredir uma fã em um show).

Depois de trocas de farpas no Twitter, Azealia disse que iria processar Lana e ela só respondeu com um "Diga para seu advogado que isso não é uma ameaça, é uma promessa" (TURN DOWN FOR WHAT).

Lana esteve por aqui em 2018, no Lollapalooza Brasil. Um show lindo, onde ela demonstrou ser muito grata aos seus fãs e se emocionou com o coro de "We Love You", retribuindo todo o amor e permitindo até que o público escolhesse até algumas músicas da setlist.
Lana Del Rey no Lollapalooza Brasil 2018 | Retirada do Pinterest

De loira para ruiva, de "Queen of the Gas Station" à "Sad Girl", do "Queria estar morta" para o "Lust For Life", com mais de 200 músicas (haja unreleased), nossa geminiana favorita ganhou nossos corações em todos esses anos.

Lana também não gosta de ser pressionada. Fazendo jus ao seu signo, de vez em quando, ela acaba mudando drasticamente de ideia em seus trabalhos, o que nos priva de lançamentos de clipes e até tira algumas músicas de álbuns (ainda esperamos por "Yosemite" não é mesmo?).

Quando Lana foi pressionada uma vez em sua conta no Twitter, sobre o lançamento de um clipe, o ícone paciente respondeu com os dizeres: IT'S COMING YOUR LITTLE B**CH (que traduzindo pro nosso português, nada mais é do que um "TÁ VINDO SUA VA**AZINHA).

A ás vezes estressada mas muito talentosa Lana, também não gosta de aparições públicas. Em sua apresentação no Saturday Night Live, por conta do nervosismo diante da plateia, Lana acabou desafinando.

A crítica caiu em cima, deixando a cantora em um clima tão pesado que foi obrigada a adiar a turnê. Até hoje, Lana não dá entrevistas em programas, ainda que já saiba lidar com grandes públicos.

Mas ontem, foi um dia diferente! A data em que a geminiana veio ao mundo foi repleta de homenagens e tags dedicadas a cantora, colocando o #HappyBirthdayLana nos Trending Topics do Twitter.

Lana Del Rey | Retirada do Pinterest

O Indieoclock não podia ficar de fora dessa, e aproveita para parabenizar a cantora com esse especial, que relembrou alguns dos principais momentos da carreira da americana. Ainda teremos muitos outros anos com Lana Del Rey!

Postar um comentário

0 Comentários