Teste

Allie X volta ao Brasil com sua nova turnê, mostrando o poder do pop alternativo

Allie X | Foto: Divulgação 

Por: Lucas Henrique 

"Dando aos gays tudo que eles querem", Allie X retorna aos palcos brasileiros cantando músicas de seu último lançamento: Super Sunset

Após dois shows em São Paulo em 2016, Allie X retorna ao país com três shows pelas capitais brasileiras. Curitiba recebeu a cantora no último domingo (9) e na noite de ontem (14) os fãs paulistas puderam ver de perto o show da nova turnê da cantora canadense.

Em uma casa com lotação de pouco mais de 600 pessoas, a cantora foi recebida pelos fãs fiéis aos gritos, e iniciou o show com um de seus primeiros hits: Bitch. A música faz parte do seu álbum de estréia Collxtion I, lançado em 2015. Álbum esse que também conta com Catch, Good, Prime e Sanctuary, presentes na setlist dessa nova turnê.

Desde sua primeira vinda ao Brasil, Allie lançou dois novos projetos, colaborou com artistas como Troye Sivan, Charli XCX e Tove Lo e vem conquistando cada vez mais o público brasileiro. 

Em uma performance de vocais teatrais, Allie compilou os sucessos de seus dois primeiros lançamentos com músicas de seu novo álbum. O Super Sunset trouxe a elevação do trabalho da cantora, com visuais impecáveis, um pop autêntico muito inspirado pelos anos 80 e 90 e até mesmo um lançamento paralelo com versões analógicas de cada música do projeto.

Not So Bad In LA foi a segunda música do show e é um grande exemplo da narrativa que ela buscou nesse último lançamento. O álbum inspirado em sua mudança para a cidade de Los Angeles retrata as experiências vividas no processo de mudança e adaptação nessa nova cidade, retratando os altos e baixos de uma artista produzindo música pop em um dos maiores centros musicais do mundo.

Pedindo a manifestação do público que acompanha ela desde seus primeiros lançamentos em 2014, a canadense colocou o público pra pular e dançar com a animada Catch e seguiu com Casanova, Old Habits Die Hard e Paper Love.

Mostrando ser muito carismática, Allie interagiu com os fãs que se aglomeravam em volta do palco e arriscou diversas frases em português, como "Aonde estão as minhas 'pocs'?". Rindo das plaquinhas que os fãs levantavam durante as músicas e até estendendo o microfone para o fã que gritava que ela "dava aos gays tudo que ele queriam", Allie emendou em uma fala que pontuava seu forte apoio aos  seus fãs LGBTs e principalmente aos fãs brasileiros que estão vivendo um cenário policitamente conturbado.

Depois de colocar o público para pular e dançar com seus hits animados e também emocionar e embalar em uma dancinha que parecia já até ensaiada em Good, Allie deu aos fãs um momento para ser lembrado: após anos fora da setlist ela cantou a música Too Much To Dream, deixando o show ainda mais especial.

Mostrando a força dos artistas independentes e dando ao seu público fiel o melhor de seus trabalhos lançados até agora, Allie X fez um ótimo retorno ao país. Trazendo uma performance intensa e cheia de energia, vocais evoluídos e o melhor de seu trabalho até agora.

Postar um comentário

0 Comentários