Teste

A cantora Karin fala sobre sua carreira, futuro trabalho e muitas novidades, vejam nossa entrevista



Por: Tati Teixeira

Entrevistamos a Karin, mais uma nova artista que tem ganhado destaque no cenário brasileiro e que já mostrou que tem muito talento, conheça um pouco mais sobre ela e sobre o trabalho que ela vem desenvolvendo, tem muitas novidades por aqui. Leiam:

Indieoclock: Em relação ao seu mais recente single Desejo meu você disse: “Tive um amadurecimento grande em relação ao trabalho anterior e uma identificação muito forte e abrangente com o pop. Minha essência é e sempre foi MPB, mas acho a mistura algo importante e me permiti nessa música trazer uma nova roupagem”
Quando você diz que amadureceu em relação ao trabalho interior, o que necessariamente te fez amadurecer?
O amadurecimento vem desde o primeiro disco, vamos sempre engajando referências e fazendo estudos, gosto de trabalhar com o Paulinho, porque ele me traz muitas referências de coisas novas, essa série de experimentos que fazemos juntos desde o inicio me permitiu conhecer coisas novas e crescer muito. 

Indieoclock: O novo trabalho traz uma Karin mais pop, por conta da sua identificação com o gênero, quem são suas maiores inspirações do gênero?
A minha inspiração sempre foi Caetano e Lenine, mas hoje olhando meu trabalho me identifico mais com 5 à seco, ou algo mais folk como Tiago Iork, dependendo do conceito de letra quando chega a ser algo mais sobre amor eu migro para Anavitória, um pop mais nesse estilo.

Indieoclock: Como você acha que os fãs vão reagir a roupagem diferente da Karin?
A reação dos fãs foi muito boa com a nova roupagem, eu ampliei meu público e além disso agradei um perfil que nunca imaginei agradar, fiquei muito feliz com o feedback.

Indieoclock: Além do toque mais pop o que podemos esperar do novo trabalho?
O novo trabalho ainda é uma surpresa até para mim, mas a intenção é ter um som confortável algo que te relaxa, a ideia é parar um pouco e sentir a vibração e a vibe que a música traz, ter um momento de calma, um momento de Ufa..risos..

Indieoclock: Como está sendo o processo de produção desse disco? Qual parte foi sua favorita?
Estamos no meio do processo do disco e o mais legal de tudo são as referências, gosto muito de estudar e os desafios que o Paulinho me dá é tudo muito divertido, obviamente, ir notando a construção dele e distorcer a música e edição é tudo maravilhoso, amo o processo de construção.

Indieoclock: Indo para um momento mais descontraído da nossa entrevista, falando um pouco da sua trajetória, tudo começou com 3 anos, né? E ficamos sabendo uma história curiosa sobre sua festa de 15 anos, achamos incrível, poderia contar para nossos seguidores como foi ?
Nunca tive um perfil de uma festa de 15 anos, os meus pais sabiam disso, eles foram muito sábios pegaram o dinheiro da super festa e construíram um super show, tinha cenário, músicos de primeira linha tocando, e o mais legal de tudo, é que conseguimos fazer a lotação máxima da casa, foi maravilhoso.

Indieoclock: Você faz um trabalho muito legal nas suas redes sociais, e muitos dos fãs podem te conhecer por lá. Teremos algumas novidades sendo lançadas nas mídias em breve?
No segundo semestre tem música nova chegando

Indieoclock: E falando sobre futuro, tem algum artista que você tem muita vontade de fazer uma parceria?
Gostaria de uma parceria com Nando Reis, e  o mais legal é que em breve algo deve acontecer.

Indieoclock: E conta para nós, qual sua música preferida do álbum?
Desejo meu é minha música preferida, tem um valo muito forte para mim.

Indieoclock: Gostaria de deixar um recado para o pessoal que acompanha o Indieoclock?
Sigam meu instagram tem muita coisa boa por lá.



Adoramos falar com a Karin e ficamso felizes por saber que o futuro da música nacional está em boas mãos, se você ainda não conhece ela, que tal seguir ela no instagram? 

Confira Desejo Meu:




Postar um comentário

0 Comentários