Store

header ads

Entrevistamos o Seafret e eles afirmam: "Os shows no Brasil são os que estamos mais ansiosos para fazer"

Seafret | Foto: Divulgação/Digital Tour Bus

Tudo começou há alguns anos, em um pacato pub da cidade costeira de Bridlington, no sul do Reino Unido. Jack Sedman e Harry Draper se conheceram em uma noite de open mic, muito comuns na Europa, onde pubs e outros espaços reservam um lugar para que pessoas comuns e artistas iniciantes se apresentem.

Harry tocava banjo para a banda de seu pai, Jack cantava pela primeira vez em público, a conexão foi instantânea: Jack e Harry logo se tornaram uma dupla, que está unida até hoje e atende pelo nome de Seafret.

Sea (mar), Fret (traste do violão), é um duo britânico conhecido por suas músicas  com pegada bem acústica, e que passeia pelo folk, indie, e rock alternativo. Sua música mais conhecida é "Oceans", cujo clipe teve participação de Maisie Williams (Game of Thrones). "Oceans" tem mais de 68 milhões de visualizações só no YouTube e continua crescendo.


O duo foi responsável também por outros sucessos como "Atlantis", "Wildfire" e "Loving You", que juntas acumulam milhares de visualizações e streamings nas mais diversas plataformas. Com isso, não foi surpresa o fenômeno contagiar o Brasil também.

Os fãs brasileiros esperaram pacientemente por um bom tempo para vê-los ao vivo, mas, agora, a agora a espera está perto fim, já que a banda anunciou recentemente que fará dois shows no país.

O Indieoclock obviamente não podia ficar de fora dessa. Hoje mais cedo, reunimos algumas perguntas dos fãs e batemos um papo super animado com o carismático guitarrista da dupla, Harry. Confira:

Olá, nós somos do Indieoclock, no Brasil, e estamos muito empolgados em te entrevistar hoje! Como você está?
Harry: Oi! Eu estou bem e muito animado em ser entrevistado!

Que bom! E então, podemos começar?
Harry: Sim, com certeza.

Em uma outra entrevista, vocês mencionaram que se conheceram em uma noite de open mic. O que você acha que estaria fazendo agora se vocês não tivessem se conhecido?
Harry: Eu não sei, mas com certeza eu teria continuado fazendo música. E Jack também. Sem dúvidas continuaríamos fazendo isso, fosse como hobbie ou profissionalmente. Seria pelo menos um dos meus hobbies preferidos.

E qual é a melhor coisa em ser um duo e não uma banda?
Harry: Ah, boa pergunta! Eu acho que é mais fácil, viajamos mais leves porque tem menos coisas para levar. E nós somos como "colegas de quarto", sabe? Nos damos muito bem. Eu acho que quando tem mais gente, tem também mais discussões.

E a pior? Se houver, é claro.
Harry: Eu não acho que haja uma ruim [risos].

Quais são suas principais inspirações musicais?
Harry: Bem, eu sendo um guitarrista e meu pai tendo uma banda, cresci ouvindo muitas [músicas dos estilos] Americana e Country. E também guitarristas como John Mac, quando eu o ouvi tocando pela primeira vez fiquei tipo "Uau! Eu gostei dele!", [risos], então ele é minha maior influência. E quanto ao Jack, ele sempre gostou de algumas bandas, mas cresceu ouvindo Rap, e gosta do Michael Jackson, Eminem...

Já ouvi ele mencionar 50 Cent também.
Harry: Sim! 50 Cent também, ele costuma ouvir 50 cent na van quando estamos em turnê.

No EP Monsters, que é incrível e só nos deixou mais animados e ansiosos pelo seu próximo álbum, percebemos que vocês utilizaram alguns sons diferentes em comparação com músicas mais antigas do Seafret. Vocês tentaram brincar um pouco mais com novos estilos nas músicas? Como foi o processo de criação do EP?
Harry: Obrigado [risos]. Sim, eu acho que sim. Nós conhecemos este novo produtor chamado Ross Hamilton na Escócia e colaboramos com ele porque ele é incrível. Estávamos testando alguns sons e ele escreveu a música "Monsters", quando vimos a produção já estava finalizada e a música pronta. Então, ele continuou a partir daí e produziu todo o EP, trazendo um toque mais de "balada" para as músicas.

Sobre o novo álbum, todo mundo está LOUCO para saber mais sobre ele! Vocês mencionaram que deve sair no fim do ano, tem mais algum detalhe que possam adiantar?
Harry: [Risos]. Nós estamos quase terminando o álbum novo. Voltaremos para o estúdio na semana que vem para concluí-lo. Ainda não podemos dizer muito sobre ele, mas provavelmente será o mais "sombrio" que você já viu em uma música triste. Mal podemos esperar pra lançá-lo.

Os videoclipes da banda são sempre muito bonitos visualmente e seus fãs os adoram. Vocês se involvem pessoalmente no processo de criação? Como funciona?
Harry: Sim! Nos envolvemos o máximo possível e sempre temos bons diretores. No último vídeo, "Loving You", tivemos o Stuart Alexander, mesmo diretor de "Monsters", ele é maravilhoso. Nós sentamos e pensamos nas ideias juntos e vemos o que podemos fazer e o que vai acontecer, e então simplesmente fazemos. Felizmente sempre deu muito certo, então, continuaremos fazendo isso.

Vocês com certeza devem continuar, o resultado só tem sido incrível até agora.
Harry: [Risos]. Obrigado, com certeza continuaremos.

Vocês estão em turnê atualmente, certo?
Harry: Sim! Tocaremos em Istambul amanhã, e então teremos aproximadamente 4 semanas de folga, nesse meio tempo voltaremos ao estúdio. E então a turnê retorna apenas para o Live at Leeds Festival, onde provavelmente o álbum novo já vai estar pronto.

Como tem sido a turnê até agora?
Harry: Tem sido incrível! Nós ainda ficamos surpresos quando vamos para um país diferente e vemos a quantidade de pessoas que aparecem em nossos shows, e como cada vez aparecem mais e mais! Isso é incrível porque só lançamos um álbum e um EP. Estamos muito empolgados com os lugares que poderemos ir depois do próximo álbum, com alguma sorte, mais países que sempre estiveram na nossa lista, como o Brasil! Este é provavelmente o show que ficamos mais ansiosos para fazer, de todos!

Os fãs brasileiros estão em polvorosa sobre seu show aqui, quando ele foi anunciado todo mundo ficou louco!
Harry: Maravilhoso [risos]. Na verdade eu vi! Eu estava de férias e tweetei uma bandeira brasileira no nosso perfil. Quando rolei a postagem pra baixo e vi os comentários, pensei "nossa, o pessoal ficou bem empolgado!". Tinham muitos comentários.

Sim! A vinda de vocês tem sido um dos assuntos mais comentados e todos estão muito animados em recebê-los aqui. O que me traz à próxima pergunta: qual a sua parte preferida do show?
Harry: Surpreendentemente, perto do fim. Quando vai chegando perto do final e todos estamos tristes por isso, e aí saímos do palco para que o público grite como se estivesse pedindo "voltem, não queremos que vocês vão embora", é incrível! E aí voltamos com força total. [Risos] Ficamos bem cansados depois disso, mas é muito divertido, nada que umas cervejas e relaxar não resolvam.

Ainda sobre shows, você acha que tem diferença entre o público de casas de shows maiores e menores? Vocês tem alguma preferência entre casas de show grandes, pequenas, e festivais?
Harry: Boa pergunta! A intimidade que temos nas menores é muito especial. É diferente quando tem plateias muito grandes, porque você perde essa intimidade. Você curte as menores porque sente que pode se conectar com todo mundo da plateia, então é algo bastante especial. Mas um show grande também é ótimo porque sempre anima muito o público.

E qual a sua música preferida do Seafret?
Harry: Poxa essa é uma pergunta difícil! [risos], eu sempre vou dizer a mais nova. ["Loving You"].

Ok, ótima resposta.
Harry: Mas é verdade [risos], porque as outras músicas nós já tocamos há quase dois anos, mas "Loving You" tem uma vibe muito especial, é uma canção bem relaxada com base no piano. Mas também tem a "Be There" que adoramos tocar porque anima muito a galera. Nós amamos todas! Posso escolher todas?

Pode, claro! Agora conta pra gente: 2 músicas, do Seafret ou não, que não saem da sua playlist ultimamente?
Harry: Nossa, essa é "A" pergunta. Eu tenho ouvido uma banda que já está na indústria há algum tempo chamada LCD Soundsystem, sua música "All My Friends", que é muito boa, gosto bastante. E por fim "Seven Nation Army" do The White Stripes.

Nós pegamos algumas perguntas dos fãs em nossas redes sociais, e uma delas foi: Depois de ler por todos esses anos vários fãs brasileiros comentando "Come To Brazil" nas suas redes sociais, vocês finalmente estão vindo! Como vocês se sentem sobre se apresentar no Brasil? Quais são suas expectativas sobre o público e os shows?
Harry: Como eu disse antes, dentre todos, este é o show que estamos mais empolgados para fazer! Vamos tocar o máximo de músicas que conseguirmos e todas as novas. Vamos agitar todo mundo! Eu estou muito animado.

Se você tivesse que dedicar uma música aos fãs brasileiros, qual seria?
Harry: "Loving You".

Excelente escolha. Você gostaria de deixar alguma mensagem para os fãs brasileiros que estão ansiosos pelos shows de vocês?
Harry: Claro! Nós amamos vocês e nos vemos em breve, em Julho!

Obrigada por conversar com a gente hoje e esperamos que vocês se divirtam muito nos shows, os fãs brasileiros são muito calorosos e adoram surpreender positivamente seus ídolos, preparem-se!
Harry: [Risos]. Que incrível! Pode deixar, estaremos prontos!



Lembrando que o Seafret se apresenta no HUB RJ (Rio de Janeiro) e no Fabrique (São Paulo) em julho deste ano. Para garantir seus ingressos, clique aqui.

───────────────────────────────────────────────────────

Pauta e entrevista: Andressa Gonçalves.

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Incrível toda a matéria!!! Perguntas muito boas e o texto nem se fala!!! Meus parabéns!!! Ansioso para a vinda deles!!!
    💜❤️💛💙🧡💚

    ResponderExcluir