Os 5 melhores do Lollapalooza 2017




O Indieoclock, como em todos os anos, separou uma lista dos 5 melhores shows, dos quais vimos (não da para ver todos), que rolou no Lollapalooza 2017. Como já dissemos há alguma das apresentações que não conseguimos ver então não temos como comparar, mas dos que vimos esses foram os 5 melhores:

(Não vimos no Lollapalooza Tove Lo, The 1975, The XX, Silversun Pickups, todos do palco Perry, Glass Animals e Vance Joy)

A lista não está em uma ordem, apenas os 5 melhores, não conseguimos definir quem foram os melhores entre eles.



1- Metallica - No começo quando foi escalado para o Lollapalooza o Metallica foi muito criticado, a galera do Heavymetal não queria a banda no evento, o pessoal que gosta do evento achou que o grupo não era a cara do festival, mas no final deu super certo, foi uma mistura linda de público, não houve falta de respeito, não foi tumultuado e principalmente o Metallica estava muito feliz em ver pessoas novas, diferentes em seu público. Os músicos tocaram por mais de 2 horas, ultrapassaram o limite de tempo do show, tocaram desde clássicos a músicas novas, surpreenderam com muita simpatia e felicidade de estarem tocando ali, e no final do show uma expressão enorme de agradecimento no rosto dos integrantes da banda, eles literalmente não queriam ir embora, não saiam do palco, não cantavam, não tocavam, só ficavam olhando e admirando a platéia de aproximadamente 80 mil pessoas. O vocalista James Hetfield jogou todas as palhetas de todos os microfones para a platéia e ,pasmem, quando acabaram as palhetas o músico jogou o microfone para o público, foi histórico o show do Metallica no Lollapalooza.

2- The Strokes - Julian Casablancas entrou de óculos escuro, vestido de todo um estilo de uma geração que ele mesmo criou, a geração Strokes, aquela que estava no público naquele dia, aquela que pulou, dançou, gritou, chorou e no dia seguinte sentiu uma depressão enorme porque tudo aquilo tinha passado. Setlist pequeno, 17 músicas, faltando uma das que a galera mais gosta, mas e daí? Ninguém se importou. Naquela noite tudo foi perfeito, a chuvinha no começo do show, as luzes fortes que faziam a platéia colocar óculos escuros também, mesmo sendo de noite, aquela energia que o público exalava, o tom de incredibilidade de estarem vendo Strokes, tudo era harmoniosamente perfeito, as vozes de fãs e de Julian indo embora ao decorrer do show, todos dando o máximo de energia que restava, a apresentação do Strokes foi um marco no Lollapalooza, um show que dificilmente será batido em outras edições, um perfeita sintonia entre público e banda, uma apresentação montada para quem realmente é fã, do inicio até o fim, e talvez por isso muitos tenham reclamado desse show, pois quem não conhecia muito bem a banda não entendeu muito bem as atitudes do grupo e também não julgou com bons olhos o setlist que excluiu alguns dos hits mais famosos. Um show para fãs, um show lindo.


3-Cage The Elephant - Eles vieram no Lollapalooza pela terceira vez e sempre, sempre fazendo um show espetacular, a energia que os músicos trazem para a galera é sensacional, não há como não se contagiar na apresentação deles, muitos fãs de Metallica se derreteram pela banda de Indie Rock, pessoas que nunca tinham visto Cage disseram que aquele tinha sido um dos melhores da vida. A banda trouxe um setlist muito diversificado com um pouco de todos os álbuns, músicas para fãs novos, fãs antigos e fãs intermediários, foi uma apresentação completa, que passou muito rápido, e no final do show deu aquele gostinho de quero mais. Uma banda com sem dúvida muita presença de palco que fez um dos melhores shows dessa edição e que muito provavelmente fará um dos melhores shows de alguma outra edição que vierem.

4- Two Door Cinema Club - Ficou nítido que essa banda tem muitos fãs aqui no Brasil, e que os fãs amam com muito fervor as músicas do grupo, do começo ao fim a platéia foi um show a parte, cantaram todas as músicas, até as mais novas e dançaram do incio ao fim. o Two Door Cinema Club trouxe um setlist caprichado, cheio de hits e músicas aclamadas pela crítica, com uma ou outra ali no meio nova. A banda tocou sem muitos intervalos entre músicas e também sem muitas falas, um obrigado aqui outro ali, nada que jogasse os fãs ainda mais pra cima e nem nada que fosse tão enérgico quanto o Cage The Elephant, mas mesmo assim foi uma performance fantástica, tão boa que foi uma das melhores dessa edição, sem dúvidas. Apresentação que deixou satisfação no ar quando acabou.

5-Catfish And The Bottlemen - Eles foram a grande surpresa dessa edição e por isso merecem estar nessa lista, uma performance cheia de energia, que colocou todo mundo pra cima, um grupo que não era grande e se apresentou em um dos horários menos nobres do festival. Com pouco tempo para se apresentar, apenas 1 hora, porém o suficiente para fazer um dos melhores shows dessa edição, a platéia ajudou muito para esse ser um dos melhores, isso porque eles cantavam todas as músicas e mostravam total admiração pelo Catfish And The Bottlemen, admiração que foi correspondida pelo grupo que não esperava tamanha repercussão aqui no Brasil, devoção que foi também representada na empolgação do vocalista e guitarrista Van McCann que tocou com tamanha dedicação que até cortou o dedo nas cordas da guitarra, em resumo o show foi assim, muita paixão no ar, muito rock rolando, muita energia, aquela magia que acontece em alguns shows do Lollapalooza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Recent

recentposts

Random

randomposts